A primeira edição do Congresso Literacia, Media e Cidadania remonta a 2011. Na Universidade do Minho, em Braga, entre os dias 25 e 26 de março, cerca de três centenas de participantes contribuíram para um evento de onde resultou a Declaração de Braga. Com origem no GILM (Grupo Informal sobre Literacia Mediática), a Declaração de Braga manifesta a premência de se fomentar e discutir a educação para os media num cada vez mais complexo ecossistema mediático. Consulte o Livro de Atas do 1.º Congresso Literacia, Media e Cidadania aqui.

Dois anos volvidos, o Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa, acolheu a segunda edição o congresso. Nos dias 10 e 11 de maio de 2013, centenas de pessoas, oriundas de universidades, escolas, bibliotecas e instituições relacionadas com os media, ajudaram a concretizar um dos objetivos do GILM: Trazer para a agenda pública a educação e a literacia para os media enquanto dimensão da formação dos cidadãos, promovendo a consequente definição e aplicação de políticas coerentes. Deste segundo encontro resultou o seguinte Livro de Atas.

O mesmo local viria a receber a terceira edição do Congresso Literacia, Media e Cidadania, entre os dias 17 e 18 de abril de 2015. Orientado pelo tema “Literacia Mediática e Leituras Críticas do Mundo”, o encontro cimentou o seu lugar enquanto espaço de reflexão, promoção e intervenção no campo da educação e literacia para os media. O Livro de Atas encontra-se disponível aqui.

Na quarta edição, o congresso regressou ao Norte: a Fundação Engenheiro António de Almeida, no Porto, acolheu o encontro realizado entre os dias 5 e 6 de maio de 2017. O 4.º Congresso Literacia, Media e Cidadania decorreu sob o tema “Por uma nova consciência do espaço público”. Alguns dos contibutos dos diferentes interveninentes que participaram no encontro estão sumariados no Livro de Atas disponível aqui.

Congressos anteriores